faleconosco
A profissão de DETETIVE PARTICULAR é regulamentada e foi sancionada pela Lei 13.432/17. Nesse sentido, além de atuar como investigador privado o profissional pode colaborar com a autoridade policial em casos oficiais.
saibamais

fiqueligado
Como termo policial, detetive é aquele que investiga fatos, suas circunstâncias e as pessoas neles envolvidas
saibamais

servicosDetetive Particular é o profissional responsável por detectar um fato, pilhar, investigar, desmascarar circunstâncias e pessoas nelas envolvidas.
saibamais

Centralina

http://www.wilsonteixeira.com.br/

Centralina – Minas Gerais

Veja mais detalhes de Centralina

Município de Centralina
Brasão desconhecidoBandeira desconhecida
Hino
Aniversário9 de janeiro
Fundação1954
Gentílicocentralinense
Prefeito(a)Joélio Coelho Pereira ([[PMDB]])
(2005 – 2008)
Localização
Localização de Centralina em Minas Gerais
Localização de Centralina no Brasil
18° 35′ 02″ S 49° 11′ 56″ O
Unidade federativa Minas Gerais
MesorregiãoTriângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoUberlândia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesCanápolis, Monte Alegre de Minas, Tupaciguara e Araporã
Distância até a capital665 km
Características geográficas
Área321,985 km²
População10.557 hab. est. IBGE/2009 [2]
Densidade23,6 hab./km²
Altitude531 m
ClimaTropical
Fuso horárioUTC-3
Indicadores
IDH0,75 médio PNUD/2000 [3]
PIBR$ 70.721 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capitaR$ 8.825,00 IBGE/2005 [4]

Centralina é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2007 era de 10.219 habitantes.

Índice1 História2 Localização da Cidade3 Turismo4 Datas festivas

História

O fundador da cidade foi Nicolau Antônio, natural da Sir-Eldânia, Síria, que nasceu em 2 de Fevereiro de 1902 e faleceu em 22 de Abril de 1948, aos 46 anos de idade.

Relato possivelmente de um morador:

“Nicolau veio para o Brasil aos 17 anos de idade, com destino a cidade de Monte Alegre de Minas, onde já vivia parte de sua família. No ano de 1930, comprou uma fazenda à beira da auto-via “Auto Viação Mineira” (atual BR153) que era estrada batida ligando Uberlândia a Goiás. O lugar era saudável e muito bom. As terras sempre férteis e o solo rico, onde abundava um manancial de águas puras. Não bastasse a proximidade do Rio Paranaíba banhando e adubando a terra, uma série de córregos e ribeirões, além de famosas lagoas, faziam parte do aludido cenário, tanto que o motivo alegado para que o senhor Nicolau Antônio comprasse terras na região foi o de que as elas eram consideradas as melhores do planeta. O Sr. Nicolau era um homem simples, humilde, bondoso e inteligente, porém quase analfabeto. Era despido da ganância e interesse, que postavam a maioria dos estrangeiros que se dispunham a viver em nosso país. O Sr. Nicolau não tinha grandes pretensões materialistas, mas mantinha aceso o grande ideal de fazer deste lugarejo, uma cidade grande e conhecida: “A Princesinha do Triângulo Mineiro”. Assim, quando aqui chegavam as pessoas, ele doava terrenos (à época doou 6 alqueires) para que construíssem suas casas e ainda lhes arrumava terras para que pudessem trabalhar. Incentivava o trabalhador rural, doando as terras no regime de plantação a meia, arrendamento ou cultivo experimental. Foi também um dos que mais casas construíram na cidade: cerca de 50 domicílios. Outro que também construiu cerca de 60 casas foi José dos Santos, todas em ótimas condições. Ele muito se preocupou com a educação, tanto que construiu a primeira escola e ofereceu condições para que de Monte Alegre de Minas viessem as primeiras professoras para alfabetizarem crianças e adultos. O Sr. Nicolau veio a falecer em 22 de Abril de 1948, com 46 anos de idade, sendo que menos de 30 anos aqui em nossa região, mas foi o suficiente para impulsionar o crescimento do vilarejo que até então nascia. O Sr. Nicolau não se casou, talvez por ter abraçado com demasiado ardor a terra que o acolheu com muito carinho.”

Localização da Cidade

Distâncias

  • 90Km de Ituiutaba
  • 128Km de Uberlândia
  • 234Km de Uberaba
  • 189Km de Frutal
  • 68Km de Prata
  • 40Km da BR-365
  • 18Km de Itumbiara
  • 663Km de Belo Horizonte
  • 725Km de São Paulo
  • 450Km de Brasília
  • 1.160Km de Rio de Janeiro
  • 1.265Km de Vitória

Turismo

O Município de Centralina é considerado “potencialmente turístico”, o que pode ser comprovado pelas paisagens à beira dos Rios Paranaíba e Piedade. Inúmeras construções como ranchos e pousadas podem ser vistas e visitadas por longo trecho daqueles rios. O Rio Paranaíba, com quase 4.000 km de extensão, tem as águas menos poluídas e com grande número de peixes, justamente no local que passa pelo Município de Centralina. A população oferece aos visitantes várias formas de passarem suas horas de folga e lazer. Comidas típicas e os artesanatos também são fonte de atração pelos turistas e muito valorizado por quem os experimenta.

Há festas típicas, como o Congado, Quadrilhas, Encontros Religiosos, Culturais e Esportivos (capoeira, dança, futebol, voleybol, basquetebol), realizadas na cidade, assim como o Carnaval, a Exposição Agropecuária e o Juninão, que atraem milhares de visitantes todos os anos.

Datas festivas

  • 9 de janeiro Aniversário da Cidade
  • Fevereiro – Carnaval
  • Abril ou Maio – Festa de São José e São Sebastião
  • Maio – Exposição Agropecuária de Centralina MG (Expocentralina)
  • Junho – Festas Junina realizada pelas escolas do Município
  • Julho – Campeonato Regional de Futsal
  • Setembro – Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito
  • Novembro – Baile do Hawai
  • Novembro – Festa do Padroeiro Cristo Rei e Nossa Senhora Aparecida
  • Dezembro – Reveillon
  • Dezembro – Kaptura Fest Fantasy (Festa a Fantasia)

Quem nasce em Centralina é centralinense

Fonte: Wikipedia 

Produtos em Centralina

Leave a Reply



Central de Cursos do Brasil